12-04-08 - Rick Warren fala sobre a vara de Moisés e o sucesso do seu livro PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Rick Warren     WOODBRIDGE, Va. – Rick Warren entrou discretamente na sala de conferências na terça-feira à noite, confortavelmente misturado nas centenas de pastores ali reunidos, antes de subir à tribuna para pregar um sermão que lembrou à audiência porque é que ele é um dos pastores do mundo mais populares.

     No seu sermão intitulado, “Crescendo Espiritualmente”, Warren recordou o percurso de sucesso do seu livro, Uma Vida Com Propósitos – o livro mais vendido na história, depois da Bíblia – a uma audiência reunida na 19ª Conferência Nacional Anual Sobre Pregação. O sermão baseou-se na história de Êxodo 4 sobre o quadro onde Deus diz a Moisés para lançar ao solo a sua vara e esta se transforma numa serpente.

     “Esta questão, ‘Que é isso na tua mão?’  é uma das questões mais importantes na vida. Que é isso na tua mão?” perguntou Warren à audiência, citando a questão que Deus colocou a Moisés em Êxodo 4:2.

     Deus diz a Moisés para lançar a vara que tem na mão ao solo e “algo que estava morto adquire vida,” enfatizou Warren. O pastor da igreja de Saddleback, no sul da Califórnia, EUA, então estabeleceu dois pontos: Deus nunca faz milagres para Se exibir e nunca formula questões para as quais não conheça já a resposta. Deus faz perguntas para nosso benefício, disse Warren.

     Ele continuou explicando que o significado da vara representava a identidade de Moisés como pastor; simbolizava o seu rendimento porque naqueles dias as riquezas estavam ligadas ao gado; e simbolizava a sua influência – Moisés usou a vara para impulsionar ou retrair as suas ovelhas.

     “Lança-a ao solo, Moisés, e ela adquirirá vida, mas sempre que a apanhares de novo ela morrerá,” disse Warren. “Esta experiência simples foi o ponto de viragem na história do mundo.”

     Depois deste acontecimernto a Bíblia nunca se refere de novo à vara de Moisés, mas chama-a sempre de a Vara de Deus. A Vara de Deus foi usada para abrir o Mar Vermelho, para transformar em sangue o Rio Nilo, para realizar milagres em frente de Faraó e para fazer sair água de uma rocha.

     “Era uma simples vara. Não havia nada de mágico nela, mas quando Moisés a rendeu a Deus, tornou-se na Vara de Deus,” assinalou Warren. “Pastores, o que está nas vossas mãos?”, desafiou o orador.

     Warren a seguir começou a falar do sucesso de Uma Vida Com Propósitos e sobre como ele lidou com a fama e a fortuna que se seguiram. Ele teve de se interrogar sobre o que Deus lhe colocara nas mãos – dez milhões de dólares e enorme atenção.

     “Depois do livro sair, se eu quisesse podia ter comprado uma ilha e reformar-me e ter pessoas a servirem-me bebidas com guarda-sóis durante o resto da minha vida,” gracejou Warren. “Mas quando escreves um livro em que a primeira frase do mesmo é, ‘Não é sobre ti’, então o dinheiro e a fama não são para ti,” disse ele esboçando um sorriso.

     Rick Warren e a sua esposa, Kay, depois de orarem decidiram não alterar as suas vidas “um pouco que fosse” mesmo apesar de eles agora terem milhões de dólares à sua disposição. Ele disse que ainda conduz um Ford com oito anos de idade, vive na mesma casa antes de ter escrito o livro, e usa um relógio modesto.

     Mais, ele deixou de receber salário da Igreja de Saddleback em 2002 – ano em que o livro foi publicado; devolveu todos os salários que tinha recebido da igreja; criou fundações; paga todas as despesas das suas viagens; e pratica o dízimo invertido – dá 90% do seu rendimento, vivendo com 10%.

     “Não quero que alguém duvide porque faço o que faço”, explicou Warren. “Sei que com este livro Deus me colocou na ribalta e eu não quero que alguém duvide porque é que faço o que faço,” disse ele, assinalando que o seu principal alvo na vida é simplesmente salvar mais uma alma.

     O escritor que mais vende disse que foi fácil decidir sobre o dinheiro que Deus lhe colocou nas mãos – simplesmente distribui-lo, mas que foi mais difícil lidar com a influência. Mas depois de ler o salmo 72 sobre o pedido do Rei Salomão para o tornar mais influente de modo a poder ajudar os necessitados e oprimidos, Warren compreendeu que a sua fama deveria ser usada para ajudar os sem voz.

     Assim, seguindo esse modelo, Warren e Kay defendem os pobres e oprimidos falando algumas vezes com os políticos e empresários, ou mobilizando a igreja para ajudar os fracos e os pobres, especialmente crianças órfãs com SIDA.

     “O que tens na tua mão? Qual é a tua identidade? Quanto é o teu rendimento? Quanto é a tua influência?” concluiu Warren. “Se pegares nisso e o deres a Jesus ele dar-lhe-á vida. Ele fará coisas na tua vida que nunca imaginaste,” prometeu o famoso pastor Cristão.

     Warren falou nesta conferência mal acabou de desembarcar de um voo do Quénia, que foi uma das suas etapas na viagem de 12 dias que fez a África. Ali, ele reuniu-se com líderes da igreja, políticos e empresários. Os três dias da 19ª Conferência Nacional Anual Sobre Pregação terminou na quarta-feira.