• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Fernando Quental
A importância de cortar o galho

Sermão proferido por Fernando Quental em 23 de julho de 2017

Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 1:12, realizado em 19 de julho de 2017

David Gomes
Como imaginamos Deus?

Sermão proferido por David Gomes em 16 de julho de 2017

Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 1:10-12, realizado em 12 de julho de 2017

ver mais
 

Falácias do ateísmo (5)

falacia

3. O Deus da Bíblia é Injusto. Um Deus que cria o inferno, que castiga transgressões temporais com uma condenação eterna, é injusto.

     Dizem os pseudo-ateus que não há proporcionalidade entre o crime e o castigo, que um delito cometido nesta vida não pode merecer a punição eterna, que é injusto uma vida finita de pecado ter uma punição infinita, em suma que a punição, para ser justa, não deveria ser para sempre.

     Será? Analisemos bem, e veremos mais uma falácia da argumentação aparentemente lógica do ateísmo.

     O grau da JUSTA punição aceite por toda a nossa sociedade NUNCA é proporcional ao tempo tomado na execução do delito. O assassino que perpetra o crime em escassos segundos não é justamente punido por longos anos? O que vemos neste exemplo prático aceite por todos?

     Os crimes contra a pessoa são considerados os crimes mais graves pelo legislador, e os mais graves dentre eles são os chamados crimes contra a vida.

     Vemos que a JUSTA punição É PROPORCIONAL À GRAVIDADE DO ACTO.

     É assim que também se percebe como um homicídio perpetrado contra um Presidente da República é mais grave que um homicídio cometido contra um vulgar cidadão. A pena é agravada. E muitíssimo mais grave e muitíssimo mais agravada é a ofensa a Deus.

     Ora, o que podemos classificar de pecado SUPREMO, devido a ser cometido contra quem é SUPREMO, requer punição SUPREMA.

     As pessoas, infelizmente não têm a noção da grandeza de Deus e por conseguinte da gravidade do pecado cometido contra Ele.

     No entanto, apesar deste quadro, Deus não tem prazer na morte do ímpio, e tudo fez para evitar que este caia no inferno, através do sacrifício do Senhor Jesus Cristo na cruz do Calvário. Já creste n’Ele como teu Salvador? Só vai parar ao inferno quem quer.
 

Sabe mais:
Falácias do ateísmo (1)
Falácias do ateísmo (2)
Falácias do ateísmo (3)
Falácias do ateísmo (4)
Falácias do ateísmo (5)
Falácias do ateísmo (6)
Falácias do ateísmo (7)



FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).